Busque no Blog

quinta-feira, 14 de julho de 2016

DIFERENÇA DE CENTRAL DE ALARME MONITORADA E NÃO-MONITORADA


Antes de instalar um sistema de alarme de segurança eletrônica, você precisa saber qual tipo de central de alarme vai aplicar no seu projeto: central de alarme monitorada ou não-monitorada? Descubra no texto a seguir o diferencial entre elas e escolha a que melhor atende a sua ideia.

As centrais de alarmes são equipamentos de segurança eletrônica bastante utilizadas em residências, empresas e comércios para detectar e sinalizar a ocorrência de algum evento suspeito. As centrais são aplicadas em conjunto com variados tipos de sensores, formando, assim, um sistema de alarme eletrônico integrado.

Abaixo, é possível identificar alguns sensores que operam conjuntamente com as centrais de alarme:

SENSORES MAGNÉTICOS
Os sensores magnéticos normalmente são instalados em portões, portas de entradas e janelas. Eles possuem a capacidade de detectar a abertura ou violação dos mesmos. Ao serem ativados, eles enviam sinais para a central de alarme informando o evento.

SENSORES DE PRESENÇA
Através de tecnologias como infravermelho e micro-ondas, o sensor de presença é capaz detectar a presença de pessoas tanto em ambientes fechados como em ambientes abertos. Além disso, há sensores de presença equipados com a tecnologias PET, que diminuem os riscos de falsos disparos causados pela detecção de animais domésticos.

SENSORES DE BARREIRA ATIVA
São dois dispositivos (um transmissor e outro receptor) que se comunicam entre si. São instalados em pares e quando essa comunicação é “interrompida” por um movimento ou invasor, o sensor envia o sinal para a central. Mesmo que elas não operem por meio de pulsos elétricos, são eficazes na detecção de um evento. Os sensores são geralmente utilizados em locais onde não é possível instalar cercas elétricas (muros baixos, por exemplo).

CERCAS ELÉTRICAS
A cerca elétrica é outro equipamento que "conversa" diretamente com a central de alarme, comunicando o rompimento ou tentativa de invasão. Elas protegem a área local através de pulsos elétricos, portanto, precisam ser conectadas à rede elétrica para operar de forma eficaz. 

Apesar de todas as centrais permitirem a combinação dos recursos acima, o diferencial chave entre elas, em termos de eficácia, é o monitoramento 24h.

CENTRAL NÃO-MONITORADA
Uma central de alarme não-monitorada é um sistema eletrônico capaz de proteger um determinado local. Ao ser acionada por qualquer sensor, a central emite um alerta. Entretanto, é o proprietário quem fica responsável pela verificação do alerta emitido. 

CENTRAL MONITORADA
Já as centrais de alarme monitoradas possuem monitoramento 24h. Isso significa que, quando a central é acionada, um alerta é enviado para um software monitorado por uma empresa de segurança. Deste modo, elas são as responsáveis por acompanhar e verificar qualquer sinal de alerta no local. A empresa faz contato ao proprietário ou responsável do local e envia profissionais especializados para averiguação, se caracterizando uma solução mais completa e mais eficaz para proteger o seu imóvel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário